segunda-feira, 15 de setembro de 2014

servo de Cristo

Liturgia Diária Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2014 Nossa Senhora das Dores Leituras: 1ª Leitura: Hb 5,7-9 Salmo: Sl 31 Evangelho: Jo 19,25-27 Cor Litúrgica: BRANCO Santo do Dia: Nossa Senhora das Dores Oração do Dia Ó Deus, quando o vosso Filho foi exaltado, quisestes que sua Mãe estivesse de pé, junto à cruz, sofrendo com ele. Daí à vossa Igreja, unida a Maria na paixão de Cristo, participar da ressurreição do Senhor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 1ª LEITURA Leitura da Carta aos Hebreus 7Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido por causa de sua entrega a Deus. 8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem. SALMO DE RESPOSTA — Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus! — Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus! — Senhor, eu ponho em vós minha esperança; que eu não fique envergonhado eternamente. Porque sois justo, defendei-me e libertai-me; apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me! — Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me! — Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel! — A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! — Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, que reservastes para aqueles que vos temem! Para aqueles que em vós se refugiam, mostrando, assim, o vosso amor perante os homens. EVANGELHO Evangelho de Jesus Cristo, segundo João Naquele tempo, 25perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. 26Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. 27Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo.